Teve lugar ontem na Escola Naval o "1º Seminário da Ciberdefesa no Domínio Marítimo" organizado pela Marinha Portuguesa. Este evento contou com cerca de 300 participantes dos três ramos das Forças Armadas, das Marinhas Francesa e Americana, do Gabinete Nacional de Segurança e académicos.

Dada a importância da Ciberdefesa enquanto capacidade militar prioritária, bem como a crescente complexidade e impacto dos ataques cibernéticos, a Aliança Atlântica reconheceu o Ciberespaço como um domínio operacional, equivalente ao aéreo, terrestre e marítimo.

 Assim, este seminário teve como objetivo principal consciencializar os utilizadores dos sistemas de informação da importância do ciberespaço no domínio marítimo, bem como das graves consequências que um ataque neste vetor pode provocar para a Marinha e para o cumprimento das missões a si atribuídas.​

​